gototopgototop

Entidades Vinculadas

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Assessoria de Comunicação Notícias Novo sistema de esgotamento sanitário em Fortaleza beneficia população e contribui para preservação do Rio Cocó
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Novo sistema de esgotamento sanitário em Fortaleza beneficia população e contribui para preservação do Rio Cocó PDF 
Sex, 26 de Janeiro de 2018 10:06

esgotamento1-sita

Em Fortaleza, cerca de 130 mil moradores da área leste da cidade serão beneficiados com o novo sistema de esgotamento sanitário. O equipamento foi inaugurado pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria das Cidades e da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), nesta sexta-feira (26). A ação amplia a rede coletora da região e trará impacto positivo na preservação ambiental da Capital, garantindo o saneamento e a despoluição nas proximidades da margem direita do Rio Cocó.

esgotamento 2-site

O governador Camilo Santana acompanhou o acionamento do sistema, na central localizada entre a avenida José Leon e a Rua Professora Emília Pereira, no bairro Cidade dos Funcionários, acompanhado do secretário das Cidades, Jesualdo Farias, do presidente da Cagece, Neuri Freitas, dentre outras autoridades e lideranças políticas.

Resultado de um investimento total de R$ 115 milhões, o novo esgotamento será responsável por interligar mais de 9 mil imóveis, e integra as obras de três sub-bacias localizadas na margem direita do rio Cocó. Camilo Santana observou que, com a regulamentação do Parque do Cocó, a meta do Governo do Ceará é sanear e despoluir as águas do rio. Garantir segurança sanitária a cada casa da região, garantiu o governador, faz parte desse processo.

“Um dos grandes desafios das cidades brasileiras é a ampliação do serviço sanitário para a população. Tínhamos 58% de cobertura de esgotamento. Ampliamos, com essa obra, para 62%. Nossa meta agora é concluir a nova etapa das obras na margem esquerda da bacia do Cocó e chegar a 70% de saneamento. Queremos universalizar para toda a Capital”, disse.

Além da preservação ambiental, o chefe do Executivo destacou o forte aspecto social que torna relevante a extensão do esgotamento na Capital. “Saneamento é saúde. Estamos garantindo que mais de 130 mil pessoas possam ter a coleta e o destino adequado para seus esgotos. Isso tem papel na qualidade de vida e prevenção a doenças”, garantiu. Finalizando, Camilo ainda citou que há vantagens para o desenvolvimento econômico com o sistema. “Todo o setor da Construção Civil não poderia construir porque não tinha onde jogar o esgotamento sanitário antes”, exemplificou.

Também estiveram presentes no evento os deputados estaduais Tin Gomes e Walter Cavalcante, os deputados federais Leônidas Cristino, Chico Lopes, Odorico Monteiro e Macedo, o secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno, o vice-presidente do Sindicato das Construtoras do Ceará (Sinduscon), Patriolino Dias, a secretária de Infraestrutura de Fortaleza, Manuela Nogueira, profissionais da Cagece, além de lideranças políticas municipais.

 Cobertura

esgotamento3-site

Com o novo sistema de esgotamento, 11 bairros da área leste de Fortaleza serão beneficiados: Guararapes, Jardim das Oliveiras, Tancredo Neves e parte dos bairros Engenheiro Luciano Cavalcante, Edson Queiroz, Salinas, Cidade dos Funcionários, Parque Iracema, Cajazeiras e Messejana.

Serão cerca de 150 km de nova tubulação de esgotamento sanitário, além de cinco estações elevatórias para bombeamento do esgoto coletado nas residências da área. O sistema instalado será interligado ao macrossistema de esgoto de Fortaleza, que transportará o efluente coletado para Estação de Pré Condicionamento da Cagece.

Por meio dessa ação, a margem direita do rio Cocó passa a ser protegida ambientalmente, uma vez que diminuirá a carga orgânica que recebe atualmente das fossas e das ligações clandestinas.

O presidente da Cagece, Neuri Freitas, explicou que o Governo do Ceará já está empenhado no monitoramento e ações educativas para que a população se adeque à nova estrutura de saneamento nas localidades beneficiadas com a obra.

“Neste primeiro momento, vamos conscientizar a população sobre a importância do novo sistema. Devemos explicar os benefícios e a vantagem de cada bairro estar interligado. Se a população continuar lançando águas na rua ou em fossas de forma inadequada, vai haver forte fiscalização”, avisou. Neuri contou que a obra foi executava ao longo de dois anos e meio, e os moradores desde antes da inauguração já passaram a receber visitas da Cagece com objetivo de informar sobre a novidade.

 Investimentos

O Ceará tem investido em melhorias no Sistema de Esgotamento Sanitário em todo o Estado. Apenas na Capital, foram mais de R$ 82 milhões em obras, de 2015 a meados de 2017. A previsão é de que a Capital receba mais R$ 148,81 milhões nos próximos anos. No Estado, os investimentos ultrapassam os R$ 102,3 milhões nos últimos três anos e já estão garantidos R$ 218,3 milhões para os próximos anos.

 

Calendário

Fevereiro 2018
2a 3a 4a 5a 6a S D
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 1 2 3 4